Agora na
ulbra tv

Próxima atração

Notícias

Notícias

St. Patrick’s Day começa hoje em Porto Alegre


Festa comemora o Dia de São Patrício, padroeiro da Irlanda

O St. Patrick’s Day (Dia de São Patrício) é comemorado tradicionalmente nos países de língua inglesa. No Brasil a festa tem ganhado cada vez mais adeptos. Neste ano, a estimativa é de que 20 mil pessoas participem do evento em Porto Alegre. A maior concentração acontece na Rua Padre Chagas. Lá terá decoração temática, shows e um palco. Vários bares terão atendimento especial.

A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) preparou esquema de bloqueio e alterações no trânsito para a realização do evento Dia de São Patrício que acontece nos bairros Moinhos de Vento, Rio Branco e Centro Histórico, nesta sexta-feira, 17, e no sábado, 18. Agentes estarão monitorando o trânsito nos locais. Pode haver alterações nos horários dos bloqueios em razão da segurança do público. Os eventos serão realizados das 16h às 22h. 

Confira os bloqueios e como fica o trânsito na região:

Sexta-feira, 17

• Rua Padre Chagas: bloqueio total, a partir das 16h.

• Na quadra entre as ruas Fernando Gomes e Hilário Ribeiro: bloqueio total, a partir das 12h.

• Na quadra entre as ruas Luciana de Abreu e Dinarte Ribeiro: bloqueio total, a partir das 12h.

• A rua Fernando Gomes terá sentido duplo em toda a extensão, a partir das 12h.

• A rua Dinarte terá sentido duplo, entre a Praça Dr. Maurício Cardoso e rua Barão de Santo Ângelo, a partir das 12h.

• Rua Florêncio Ygartua: bloqueio total entre a rua Mostardeiro e a av. 24 de Outubro, a partir das 16h.

• Rua Félix da Cunha: bloqueio de 1/3 da pista, entre as ruas Tobias da Silva e Padre Chagas, a partir das 16h.

• Rua Cel. Genuíno: Bloqueio total, entre as ruas José do Patrocínio e Fernando Machado, a partir das 16h.

• Rua Bento Figueiredo: bloqueio total, entre as ruas Felipe Camarão e Ramiro Barcelos, a partir das 16h. Se necessário, por motivo de segurança, será bloqueado trânsito na rua Ramiro Barcelos próximo a Bento Figueiredo, com desvio pela rua César Lombroso.

Sábado, 18

Rua Octávio Correa: bloqueio total, entre a rua Lima e Silva e a av. João Pessoa, a partir das 16h.


Quem foi São patrício:

O primeiro "Saint Patrick’s Festival" foi realizado no dia 27 de Março de 1997. O Nascimento de São Patrício aconteceu na Inglaterra Romana no século V, em uma rica família romano-bretã. Seu pai e avô foram diáconos na Igreja. Aos dezesseis anos, ele foi sequestrado por piratas irlandeses e levado para a Irlanda como um escravo. Acredita-se que ele ficou em cativeiro em algum lugar na costa oeste da Irlanda, possivelmente no Condado de Mayo, mas o local exato é desconhecido. De acordo com sua confissão, Deus disse-lhe, em sonhos, para fugir de seu cativeiro para o litoral, onde ele iria embarcar em um navio e retornar a Bretanha. Ao voltar a Bretanha entrou para o mosteiro, no local onde hoje fica a França, sob orientação do santo bispo Germano.

Em 432, alegou ter recebido um chamado para regressar a Irlanda, porém como bispo, para a evangelização dos irlandeses. O folclore irlandês alega que um de seus métodos de evangelização incluía o uso de um trevo de três folhas para explicar a doutrina da Santíssima Trindade para os irlandeses. Depois de quase trinta anos de evangelização, Patrício faleceu no dia 17 de março de 461, e, de acordo com a tradição, foi enterrado em Downpatrick. Apesar do êxito de várias missões à Irlanda empregadas por Roma, Patrício perdurou como o santo principal do cristianismo irlandês e é bastante estimado pela Igreja Católica irlandesa e de todo o mundo.

A cor verde:
Com o passar dos anos a cor verde e sua ligação com o dia de São Patrício aumentou. Fitas verdes e trevos eram usados nas celebrações do dia de São Patrício no século XVII. Dizem que São Patrício usou o trevo para explicar a Santíssima Trindade aos pagãos celtas, com isso, o uso de trevos de três folhas e similares estão intimamente ligados aos festejos. Na rebelião irlandesa de 1798, na esperança de propagar seus ideais políticos, soldados irlandeses vestiram uniformes verdes no dia 17 de março na esperança de chamar a atenção pública à rebelião. A expressão irlandesa "the wearing of the green" (Vestindo o verde), significa usar um trevo ou então outra peça de roupa que seja verde em referência aos soldados rebeldes. 

Foto: Comemoração em um bar dos Estados Unidos/Divulgação

Voltar para lista de notícias
EMISSORA
AFILIADA

publicidade

Newsletter Ulbra TV

Cadastre-se em nossa newsletter e receba novidades e promoções em primeira mão.

publicidade